WORKSHOP

Psicanálise

Quais os passos para começar na carreira psicanalítica? Nessa série o prof. Luís Henrique Novaes trata em detalhes desse processo. Acompanhe conosco!

1.logo Programa Psicanálise
youtube-video-thumbnail

Aula 3

O 3º Pilar da Formação Psicanalítica

Nesta aula é apresentado o 3º pilar do tripé da formação do psicanalista e como pode iniciar a sua Formação!

44 comentários em “Workshop de Psicanálise | Aula 3”

    1. Indubitavelmente, imergir na Formação em Psicanálise vale a pena! Não tenho bem uma questão, diria que seria uma inquietação sobre sua aparente complexidade. Visto que hoje já não temos mais tantas limitações operacionais. Será que isto se dá, em última instância, por nossa sabotagem ao trilhar a nossa própria vida?

    1. Maria Helena de Sousa Lima

      Boa noite. Acredito sim que é muito importante o estudo aprofundado dos conteúdos, o análise pessoal, para garantir um bom trabalho.

    2. Osvaldo ferreira dos Santos filho

      Nessa aula está claro que, o 3 pilar é elementar para a formação na atuação clínica em pisicanalise. Levando é claro, em consideração o ingresso em uma instituição de formação de auto nível, como é o caso, do instituto Esfera. Pretendo me matricular no curso de análise clínica e prosseguir, neste universo fantástico da pisicanalise.

  1. César Samblas Boscolo

    Muito bom, muito bom mesmo. Agradeço mais uma vez, pela oportunidade de sempre “aprender” mais, especialmente com vocês. Um grande abraço!

  2. ANDREA GONZALEZ DE JESUS QUEIROZ

    Sim! Atender em psicanálise, lidar com vidas, saúde mental é de grande responsabilidade. A formação precisa ser de excelência. A escolha da instituição deve ser criteriosa. A Esfera me parece ser uma excelente opção! Já estou cursando a introdução a psicanálise e amando! Posso testemunhar que só pelo conteúdo apresentado nesse curso de introdução, imagino a qualidade da formação! Obrigada pelas oportunidades e com certeza as aproveitarei!
    ANDREA GONZALEZ DE JESUS QUEIROZ

    1. Nilmara Emanoela Gomes

      Uma formação eficiente, monitorada e bem amparada por profissionais reconhecidos no mercado numa instituição de alto nível é sem dúvida um grande passo no mercado da terapia psicanalista.
      Gratidão pelas aulas.
      Estou empolgada.

  3. Tudo no Workshop de Psicanálise é importante.
    Neste vídeo aprendi que é de vital importância para se tornar um Psicanalista, primeiramente escolher um bom Instituto ou Instituição que possa lhe preparar devidamente.
    E o terceiro Pilar o quanto é importante as Análises Supervisionadas.

  4. Osvaldo ferreira dos Santos filho

    Nessa aula está claro que, o 3 pilar é elementar para a formação na atuação clínica em pisicanalise. Levando é claro, em consideração o ingresso em uma instituição de formação de auto nível, como é o caso, do instituto Esfera. Pretendo me matricular no curso de análise clínica e prosseguir, neste universo fantástico da pisicanalise.

  5. Osvaldo Ferreira dos Santos Filho

    Nessa aula esta claro que, o terceiro pilar é elementar para a formação na atuação clinica em psicanálise. Levando é claro, em consideração, o ingresso em uma instituição de formação de auto nível, como é o caso, do instituto esfera. Pretendo me matricular em analise clinica e prosseguir neste universo fantastico da psicanalise.

  6. Ana da Consolação de Oliveira

    Em relação ao instituto e as aulas só agradecimento, estou amadurecendo a ideia, em atuar ou não. E continuo por aqui acompanhando as aulas de Introdução a Psicanálise, que estão me ajudando muito.
    Obrigada

  7. Marcia Maria da SILVA

    Boa tarde, tudo bem?
    As aulas até aqui foram maravilhosas, como é bom ouvir detalhes de como ser tornar um psicanalista e como isso tem nos ajudado em nossas vidas. ´

  8. Cynthia Rúbia Braga Gontijo

    Olá!
    Dando continuidade às questões que apresentei no post referente à segunda videoaula, gostaria, se possível, de um panorama sobre a inserção profissional de psicanalistas, sem formação nas áreas da Psicologia e da Medicina.
    No mais, parabenizo o Instituto pelos conteúdos compartilhados neste Workshop e no curso “Introdução à Psicanálise”, e agradeço pela oportunidade de participar das duas formações.
    Abraços, Cynthia.

  9. A supervisão é fundamental para a formação do psicanalista, pois desempenha vários papéis essenciais no desenvolvimento clínico e ético do terapeuta. Vamos entender por que esse pilar é tão importante:
    Durante a supervisão, o psicanalista em formação discute casos clínicos com um supervisor experiente. Isso permite que o psicanalista novato relate suas experiências clínicas, reveja suas técnicas terapêuticas e obtenha feedback valioso sobre seu trabalho com os pacientes. A supervisão fornece uma oportunidade para aprender com a prática clínica real.
    O supervisor ajuda a desenvolver as habilidades clínicas do psicanalista em formação, oferecendo orientação sobre como interpretar os processos inconscientes do paciente, gerenciar transferência e contratransferência, e aplicar técnicas analíticas apropriadas. Isso é essencial para melhorar a eficácia terapêutica.
    A supervisão também aborda questões éticas que podem surgir na prática clínica, promovendo uma reflexão profunda sobre a conduta do terapeuta, a confidencialidade e o respeito pelos pacientes. Isso ajuda a garantir a integridade e a ética do trabalho do psicanalista.
    Além do desenvolvimento clínico, a supervisão também permite que o psicanalista em formação explore seu próprio processo pessoal, incluindo suas reações emocionais aos pacientes. Isso ajuda a evitar que questões pessoais interfiram no tratamento.
    Em muitos lugares, a supervisão é um requisito para a obtenção de certificação como psicanalista. Sem passar por um período de supervisão, os indivíduos podem não ser reconhecidos como psicanalistas qualificados. A supervisão é fundamental para garantir que os psicanalistas em formação desenvolvam as habilidades clínicas necessárias, respeitem padrões éticos elevados e estejam bem preparados para fornecer tratamento psicanalítico eficaz aos seus pacientes.

  10. O curso é realmente interessante. A formação em Psicanálise deveria ser feita por todos, uma vez que, o estudo de si mesmo e do outro, proporciona uma melhor compreensão da dinâmica das relações humanas. Além disso, o estudo pode representar uma atividade rentável. Grata à equipe.

  11. A supervisão contribui para a mudança na dinâmica psíquica do analista, assim como sua própria análise. A formação em psicanálise implica o sujeito estar em experiências com docentes, analistas, analisando e supervisores. Complexo e envolvente.

  12. O Terceiro pilar creio que seja uma dos mais importante, não desmerecendo os anteriores. Muito importante também ter nossos atendimentos supervisionados, da mais segurança.

  13. Excelente divisor de águas este vídeo.
    Entendemos que o tripé da psicanálise faz parte em um instituto de qualidade pedagógica e que a troca de impressões através da análise e o ganho de repertório através de estilos de trabalho do analista faz compreender sobre as intervenções técnicas e que a uma importância imprescindível na supervisão do estudante nessa área .

  14. Luciano José Alvarenga

    A 3ª aula também foi muito esclarecedora. Destaco a afirmação da Psicanálise como “experiência”, o que diz muito. Em síntese, os aspectos relacionados à formação estão bem esclarecidos.

  15. Importante este aspecto: a formação psicanalista é uma experiência humana, ou seja, é a possibilidade de formação do próprio sujeito que busca se conhecer e observar o mundo e os aspectos subjetivos seus e de outros. Fascinante!!!

  16. ROSIANE SILVA SANTOS CANAVARRO

    Bom dia! Agradeço por todo esforço e exposição de conhecimentos. No momento não irei participar por estar iniciando e reiniciando 2 formações e uma delas com a carga horária tbm bem alta. Mas em um próximo momento, poderá acontecer sim.
    Porém sinto-me feliz por ter conhecido a instituição e tomado parte de alguns conhecimentos. Embora não participe agora, divulgarei a instituição para outros colegas. Parabéns pelo modo de apresentação do trabalho de vocês.

  17. Antonio Flavio Xavier

    Instigante perceber que a metodologia do curso transcende a noção tradicional, aportando e, responsabilizando-se, também pela gênese dos conteúdos. Assim, otimiza, constantemente, os conteúdos, em uma verdadeira arquitetura do saber. Simbiose entre o tecido cultural, a figura do analisante e do analisado.

  18. Supervisão: A supervisão envolve a discussão de casos clínicos com um psicanalista mais experiente. Isso ajuda o psicanalista em formação a refinar suas habilidades terapêuticas, a identificar e resolver dificuldades na prática clínica, e a aprofundar sua compreensão teórica e prática da psicanálise.
    Esses três elementos trabalham juntos para garantir que o psicanalista seja bem formado, tanto teoricamente quanto na prática clínica, e esteja preparado para lidar com a complexidade dos processos mentais e emocionais dos pacientes. Além disso, o tripé psicanalítico assegura que o psicanalista mantenha uma postura ética e profissional, continuamente atualizada e reflexiva em relação à sua prática. É muito importante um instituto que oferece isso.

  19. Formidável fechamento, Mestre!! Somente com as exposições em três momentos sobre os pilares da Psicanálise já aprendi tanto , imagino como não será o percurso ao ingressar num Curso desse!? Tentarei me organizar para tanto , em meio a uma segunda graduação já em andamento!
    O pilar abordado hoje é algo profissionalizante , sim, porém não comum em trajetórias formativas , e de uma essencialidade sem igual. Ingressar em jornadas humanas de conhecimentos a partir do próprio autoconhecimento, que toma como ponto de partida o psique, é aprender para o outro a partir de um despertar envolvendo…”a própria carne”. Melhor experiência rumo á empatia não há!

  20. Ricardo Lauricella

    Ótima explicação sobre os estágios supervisionados. Em particular o reforço sobre a formação em psicanálise não ser exclusividade de profissionais da área da saúde.

  21. é de suma importância fazer a análise própria e iniciar atendimentos supervisionados, porque serão eles que nos permitirão, nos autorizar como preparados a sermos psicanalistas. Apenas a experiência, própria e do atendimento ao próximo, fará com que os estudos sejam aplicados a casos reais. A complexidade existe e faz parte da sedução da psicanálise.

  22. é de suma importância fazer a análise própria e iniciar atendimentos supervisionados, porque serão eles que nos permitirão, nos autorizar como preparados a sermos psicanalistas. Apenas a experiência, própria e do atendimento ao próximo, fará com que os estudos sejam aplicados a casos reais. A complexidade existe e faz parte da sedução da psicanálise. estou matriculada no curso de formação, e muito motivada com as aulas. O curso de introdução, inclusive, é de grande valia, antes das aulas da formação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *